Seguidores

terça-feira, 30 de abril de 2013

Meu vício...


Grandão...
Meu amor, meu vício, minha alegria de viver..
Acostumei com isso tudo o que me proporciona...
Seu jeito, sua fala, sua tara, suas mordidas, apertões...


Seu gosto, a alegria dos beijos e a felicidade...
Felicidade que está estampada em meu rosto..
As vezes tento e até disfarço, mas sei que não te engano nunca...
Já me conhece bem, as vezes bem mais que eu...



Já manipula minha vontade...
Já escraviza minha alma...
E já  vivo para sentir esse gosto... algo tão bom!
Botando a turminha pra trabalhar...
E chega a ser tão pouco que nunca satisfaz...



Sinto desejo e me sinto frustrada quando demora...
Tanto que me entrego ao meu vício...
Ao delicioso vício que é você!

Vamos brincar?

Bilboquen

Pois é, esse é um brinquedo que faz parte da minha vida, pois é feito de madeira e tem que ter pulso firme e mira pra brincar, é o brinquedo mais novo meu e do Grandão...


Bom, mas eu e ele adoramos mesmo é brincar de LEGO, as peças se encaixam perfeitamente, muitas formas vão sendo feitas, detalhes de cores e o brinquedo muda de dimensão a cada peça encaixada. Sempre rimos, pois sempre desmanchamos e montamos de novo... Surpreendente como um brinquedo tão simples pode nos fazer rir sempre...

Ah! mas brincar de coelho.... Ah! essa brincadeira só os fortes vão saber brincar!
Digo isso porque o coelho é ligeiro demais..... e não podemos deixar ele escapar!


segunda-feira, 29 de abril de 2013

A vida e o tempo!


A vida é feita de surpresas onde sua missão é viver, alguns momentos podem durar tão pouco e ficar na sua memória por muito tempo, algumas pessoas podem fazer muito pouca parte da sua vida e ser considerada pra sempre.
Imagino um dia em que todas as pessoas tivessem o direito de ser feliz, mesmo que seja só por um momento, para ter a oportunidade de sentir o que realmente desejam e acreditar que sonhos não são bobagens. as vezes você percebe que as aparências enganam e você pode sofrer muito com isso !


O tempo é uma coisa que não permite voltar para trás, então só se arrependa do que você não fez, aproveite cada segundinho da vida , pra ficar guardado eternamente em sua memória.

Vale a pena reler:

Com o tempo a gente aprende que errar é humano, que todos nós erramos e que as vezes mesmo certos temos que abaixar a cabeça e pedir desculpa;
E que as vezes é preciso ouvir o que as pessoas tem a dizer;
Com o tempo aprendemos a jogar nessa vida, aprendemos que a cada tombo é preciso levantar de cabeça erguida;
Aprendemos que nem todas as manhas são de sol, e que nem sempre tudo na vida é como nós queremos;
Com o tempo conhecemos pessoas, e descobrimos sentimentos;
Com o tempo aprendemos a dar valor a cada segundo que temos, pois aprendemos que em um segundo tudo pode mudar;
A vida passa e descobrimos quem são nossos amigos verdadeiros; e as vezes que pessoas desconhecidas te valorizam mais, do que as que estão todos os dias com você; Com o tempo a gente erra mais também acerta e mais cedo ou mais tarde, a gente aprende que temos que aceitar cada um como é.
E que ninguém é melhor do que ninguém pelo menos nessa vida;
Com o tempo a própria vida vai ensinar como viver.

Pra matar a saudade...

Final de semana gostoso e diferente, encontrar e reencontrar pessoas que fizeram parte da minha vida e minha história... Relembrar momentos de um passado que existiu e que valeu cada minuto, rever amigas e rir, sentir que "Viver é isso", sentir a alegria da presença, o ser bem recebida, o da alegria do reencontro, troca de presentes e agradecer a Deus por tudo.


Pra começar, num bate papo informal, encontrar Eliana Ribeiro, onde ficamos conversando um pouco, falando dos tempos de escola, amigos em comum, amigos que a vida levou a outro plano, um plano espiritual mais elevado. Rindo, descobrindo que realmente o mundo é pequeno, cheio de expectativas de vida, mudanças, crescimento pessoal, amadurecimento. Na conversa percebemos que o tempo passou e que novas amizades podem ter um sentido bom na vida, trocar experiências, desabafar sobre as mudanças que o tempo fez a cada uma, falarmos de filhos e netos. Rever fotos antigas, rever a amizade e matar um pouco a saudade de algo que vivemos. Falar com Eliana me levou pra um passado bom, amigos sinceros, sem maldade ou malícia. Um passado onde os valores eram outros e as amizades tinham sentido. A vida seguiu em frente e hoje, mais maduras e distantes, relembrando amizades em comum e resgatar a alegria. Promover num futuro um reencontro, pois tudo vale a pena quando a alma não é pequena...


No domingo, eu e o Grandão fomos visitar Marilene Batista, amiga dos tempos de infância e inicio da adolescencia, ela me fez um quadro lindíssimo, na qual marca a minha história de amor com ele, algo que mexeu com nossos sentimentos mais nobres. Fomos recebidos com muito carinho, alegria, muita dedicação, um reencontro de mais de 30 anos. Um café da tarde que há tempos não tinha. Foram momentos de boas recordações, boa conversa e o presente que ficará pra sempre com a gente.

Cabe aqui um texto de "Albert Eisntein" sobre amizade:

Pode ser que um dia deixemos de nos falar...
Mas, enquanto houver amizade,
Faremos as pazes de novo.

Pode ser que um dia o tempo passe...
Mas, se a amizade permanecer,
Um de outro se há-de lembrar.

Pode ser que um dia nos afastemos...
Mas, se formos amigos de verdade,
A amizade nos reaproximará.

Pode ser que um dia não mais existamos...
Mas, se ainda sobrar amizade,
Nasceremos de novo, um para o outro.

Pode ser que um dia tudo acabe...
Mas, com a amizade construiremos tudo novamente,
Cada vez de forma diferente.
Sendo único e inesquecível cada momento
Que juntos viveremos e nos lembraremos para sempre.

Há duas formas para viver a sua vida:
Uma é acreditar que não existe milagre.
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.


E a noite, junto com o Grandão, no nosso mundo, enfatizarmos a nossa história de amor, descrita em livros, neste blog, em quadros, em textos que escrevo dedicado a ele sempre, o amor de minha vida, uma de minhas grandes razões de viver.
Falamos do amor e carinho que ele tem com a filha, dos planos de estarem juntos, dos passeios necessários aos dois, afinal é um amor tão importante pra ele. Sei que quando ele estiver passeando vou sentir saudade, mas ao mesmo tempo sei o quanto isso será importante aos dois. Assim como eu adoro estar ao lado de minhas filhas, longe da rotina, sei o quanto vai ser bom, até mesmo para a fiel companheira e apaixonada cachorra dele. Acho o máximo esse amor... Chega a ser engraçado, por ser tão bonito.
Ao contrário do que possam pensar, adoro a alegria da convivência, das risadas, dos passeios ao ar livre, da vida como um todo, baseado no amor. Muito amor!

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Ah! a natureza!!! o amor...

Hoje pela manhã, ao sair de casa, ouvi um barulhinho diferente nas flores da primavera que tem em meu jardim. A curiosidade me fez ir até lá e pude ver duas borboletas copulando... Nunca havia visto, nem sabia como faziam. Fiquei alguns minutos observando a cena, e quando uma ficou de costas para a outra, o barulhinho cessou e pensei comigo: "acho que acabou!"... e em seguida as duas se soltaram, levantaram vôo e se foram...
Puxa! e agora? Como será que foi a sedução, o jeito da conquista, o amor em si. Duas borboletas iguaizinhas... Algo inédito em meu mundo visual. Me fez pensar em procurar saber mais, o passo seguinte desse ato de amor...


Daí, numa pesquisa rápida encontrei algo muito interessante:

"Como os insetos encontram o amor, o parceiro"... Olha, achei muito legal e assim como me apaixono a cada dia pelo meu Grandão, o olhar dele me faz flutuar, e através do seu olhar o restante é nossa história de amor...

Vou compartilhar... se é cultura não sei dizer, mas hoje as borboletas namorando me fizeram ver que o amor sempre está no ar....

Os insetos e o amor

Alguns insetos começam sua procura por parceiros sexuais procurando ou dando sinais visuais. Borboletas, moscas e vaga-lumes são exemplos. Algumas espécies masculinas de borboletas passam a tarde procurando fêmeas com asas coloridas.
 
Já as moscas pousam em algum lugar que lhes deem uma boa visão da área. Se encontram uma mosca fêmea da mesma espécie, levam-na a um lugar apropriado para acasalar - como uma folha de um galho ali perto.
 
Os vaga-lumes são os insetos mais famosos que flertam usando indícios visuais. As fêmeas mandam sinais para seduzir o macho. Ela envia luzes com um código específico que explicam aos machos passantes sua espécie, sexo e que ela está interessada em acasalar. O macho responde com seu próprio sinal e os dois continuam enviando luzes até se encontrarem.
 
 
Insetos que usam sinais auditivos para atrair um parceiro

Se você já escutou a cigarra "cantando", você a ouviu chamando parceiros. Normalmente, são 3 espécies diferentes fazendo barulho e, mesmo assim, a fêmea responde às canções e conseguem diferenciar machos da mesma espécie para se acasalarem.
 
Grilos machos esfregam suas asas para produzir um barulho áspero e alto para atrair as fêmeas. Quando elas se aproximam, os grilos começam a fazer um barulho mais suave e cortejador.
 
Outros insetos produzem suas canções de amor batendo em superfícies duras. Alguns tipos de besouros batem a cabeça na madeira para chamar fêmeas.
 
 
Insetos que usam sinais químicos para atrair um parceiro

É nesta situação em que o amor está no ar. Mariposas procuram pela fêmea correta cheirando feromônios (hormônios soltados pelas mariposas para atrair parceiros) no ar. Esta substância é tão poderosa que pode ser sentida a quilômetros de distância.
 
As abelhas masculinas usam feromônios para atrair a fêmea a um poleiro, onde eles possam acasalar. O macho voa marcando plantas com seu perfume. Uma vez instaladas as "armadilhas", ele patrulha o território esperando uma fêmea pousar em um de seus poleiros.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Você sabe!


Se você soubesse o quanto te desejo perto de mim, (acho que sabe)
o quanto é importante para eu ter você comigo, (acho que sente)
o quanto desejo ouvir tua voz, sentir teu coração pulsar, (acho que percebe)
deitar-me nos teus braços, sentir teu calor, teu perfume, (acho que tambem gosta)
Sentir teus lábios tocando os meus, sentir-te bem pertinho de mim, (acho que adora)
e o quanto quero poder dizer que te amo, mas em todos os dias de sua vida... (adoro)
E dizer sempre que é em você que penso a todo instante. (Digo mesmo!)


Se você soubesse, já teria reservado um tempo para ouvir tudo isso e muito mais, (você sabe, mas a vida, o mundo e as cirscunstâncias existeme muitas vezes naõ deixam)
Tudo que está dia a dia dentro de mim aqui que não consigo deixar de falar, eu fico a escrever ... escrever e escrever.
As vezes me sinto só, no minuto seguinte que vai embora, como se estivesse trancada no vácuo, (não gosto de te ver indo embora)
E naquele minuto sinto que preciso de um abraço e não tenho pois o único que encaixa com o meu é o seu. (quero todos os dias)

 

Parece que os teus braços foram feitos exatamente no tamanho certo para envolver-me, trazendo certo conforto. (e que conforto!)
Não consigo imaginar ninguém em minha vida, senão você! (Jamais)
Sei que meus pensamentos e sua existência estão em meu coração. (Você sabe)
Pois não é isso que ele deseja. O coração deseja mais amor.
Desejamos juntos viver nesse amor tão louco. (Desejamos)
E sem dúvidas eu digo, sei que é tudo muito difícil, te respeito por isso... (Te respeito muito)



Sei que se você pudesse mudar tudo isso não estaria perdendo o seu tempo longe de mim.
Queria tanto que soubesse a cada instante... que eu Te amo imensamente, (um dia isso tudo muda, e vamos constuir nosso mundo)
que só você me completa, e acredito que eu te completo,
e que Deus te fez para mim! (Fez sim e me deu no tempo certo)

Coração e coragem...

Viver com o coração

A palavra coragem é muito interessante.
Ela vem da raiz latina cor, que significa "coração".
Portanto, “ser corajoso” significa viver com o coração.


E os fracos, somente os fracos, vivem com a cabeça; receosos, eles criam em torno deles uma segurança baseada na lógica.
Com medo, fecham todas as janelas e portas – com teologia, conceitos, palavras, teorias – e do lado de dentro dessas portas e janelas, eles se escondem.
O caminho do coração é o caminho da coragem.
É viver na segurança, é viver no amor e confiar, é enfrentar o desconhecido.
É deixar o passado para trás e deixar o futuro ser, existir!
Coragem é seguir trilhas perigosas.
A vida é perigosa.


E só os covardes podem evitar o perigo – mas aí já estão mortos.
A pessoa que está viva, realmente viva, sempre enfrentará o desconhecido.
O perigo está presente, mas ela assumirá o risco.
O coração está sempre pronto para enfrentar riscos; o coração é um jogador.
A cabeça é como um homem de negócios. Ela sempre calcula – ela é astuta.
O coração nunca calcula nada. É pura coragem!


Coragem para enfrentar sem medo um novo caminho, uma nova trajetória, caminho este com sonhos, desejos, fantasias, realizações, conquistas...
Quais sonhos? Plenitude.
Quais desejos? Cumplicidade.
Quais fantasias? Reciprocidade.
Quais realizações? Parceria.
Quais conquistas? Companheirismo...

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Pode ser?

Pode ser? Diga que sim!!!


Eu não quero apenas um simples amor... quero um companheiro, um amigo, um eterno sedutor... Pode ser?
Não quero alguém que me diga tudo, que me mostre, que me explique tudo, mas que juntos possamos descobrir esse tudo... Pode ser?
Não, eu não quero saber de nada que não nos diga respeito, não quero um sábio... eu quero seus lábios a me tocar, a fuçar, a brincar, até judiar... Pode ser?
Não sou exigente, gosto do simples, do belo, do prático... não me importo com coisas que não me representam nada, apenas o que é de você!
E sempre quero que me beije, me abrace, sussurre em meus ouvidos que gosta de estar comigo... Pode ser?
E que de novo me beije... me beije novamente... sempre e em qualquer lugar... Pode ser?


Quero te sentir num abraço, e que ele crie o laço da nossa vida...
E que me conte o que se lembre da infância... que me ame como uma criança...
Que seja responsável, e sobre tudo seja razoável... afinal somos diferentes, mas amamos intensamente... Pode ser?


E que deseje ir mais longe sempre...do que pensa poder ir... Não quero que demore... Pode ser?
Quero alguém que queira se deitar, não necessário namorar, apenas relaxar e descansar...
Quero alguém que se permita sonhar, se permita também fantasiar... desejar, ir além... Pode ser?
Que queira um dia chocolate no café, que tome chá quente no frio, que chore ao ver um filme, que goste de andar de bicicleta, e principalmente coma pipoca comigo na cama... Pode ser?

Quero alguém que saiba sorrir, brincar, e aplaudir...
Aplaudir sim,  do acerto... e do conserto...
Que comigo tenhamos sempre um caminho a trilhar...
Quero você Grandão! Pode ser?

terça-feira, 23 de abril de 2013

Ai...ai...ai... que vontade enorme de você!


Só calor? Nem sei explicar... desejo e tudo misturado com vontade e saudade...
E digo mais...É somente isto que a gente sente? Não... acho que é tesão!
Belas palavras...
transformam nossos sonhos...
em sentimentos reais...
Consegue sentir?...
È como um arrepio gostoso...
da cabeças aos pés...
vontade louca...
de continuar falando...
ou de ouvir baixinho...
um sussurro...
um gemido...
bem baixo,
inaudível...
mas ouvido pelo corpo...
não imagine...
como pode ser letal... exagerada, né?
sonhar de olhos abertos...
sentir o coração bater freneticamente...
abrindo o peito de vontade...
deixe fluir teus desejos carnais...
aquele ardentes...


Esse é desejo... o meu e o seu...
que percorre o teu corpo... o meu corpo e...
inflama...
invade sem controle...
os sentimentos com desejo...
aflora...
muito mais que o instinto... ele...
ele se transforma... e você se torna fome...
fome em alimento..
alimento... E desse alimento, vem você...
em desejo profundo...
desejo...
em orgasmos múltiplos... múltiplos?
orgasmos  loucos, só nossos...
em vontade louca urrar.
Nossos corpos transpiram...
odores...
cheiros..
e perfumes inebriantes.
Exaustos...
abraçados...
o momento termina... com um abraço quentinho... e
com um beijo delicioso.


Rendo-me à você...

Rendo-me aos teus carinhos... massageando minhas costas...
Rendo-me aos teus beijos que me despertam o capricho...de te ter com volúpia e prazer...
Quando? Quase todos os dias...
De manhã, de tarde, de noite, madrugada... amanhecer... Não importa a hora...
Rendo-me as suas brincadeiras ligadas as minhas, na simplicidade de cada momento.
Entrego-me sem pudores, as vezes com um pouco de medo, mas medo bobo... passageiro... divertido.
Caem os tabus e as mascaras que acompanham o dia a dia...
Te digo coisas ao ouvido, te instigo mais, e você, diz o que gosto de ouvir...
A loucura e o prazer já são as únicas coisas que nos restam.


Não há o porque pensar em nada, ali, só nós dois...
Se a chuva cai, se o sol já não brilha, se a lua está em fase crescente, minguante, cheia...
No nosso mundo tudo explode em cores, sabores e delírios... e juntos, sempre juntos...
Conquistamos o momento de êxito.
Somos sempre uma única inspiração, um na ideia e alegria do outro...
Vivemos sempre muitos delírios sem cessar, cada dia mais e mais e criamos nossa história de amor...
Nosso universo particular...
Onde só é essencial o ímpeto de nossos corpos a estremecer... E como tudo isso é bom...
Arrepia-se a pele, vem o suor, o abraço, os cuidados em seguida, o carinho eminente...
Rendo-me a tudo isso, óbvio que quero mais, sempre mais...
E sei que seremos felizes...
Bom te amar...
Amo cada dia mais... muito mais Grandão!

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Aprendendo a ser feliz... (Não esquecer de brincar de Lego)

 Aprendendo a ser feliz

Às vezes penso que não somos mais felizes porque não queremos.
Ou não nos esforçamos o suficiente.
A mínima coisa pode mudar nosso humor e, se isso acontece de manhãzinha, para muitos o dia inteiro fica triste.

Talvez, ficando adultos, a gente se torne adulto demais.
Perdemos a capacidade de nos alegrar com as coisas pequenininhas, ficamos talvez, guardando o riso para as grandes ocasiões, como as roupas bonitas, fechadas em armários.
E se essas ocasiões tardam, então passamos boa parte da vida sem ter aproveitado. Uma pena...


A felicidade é um exercício diário de levantar a cabeça e seguir em frente apesar dos pesares.
É não deixar que as tristezas dominem o dia, não deixar que as mágoas sejam mais fortes que as boas lembranças.
Felicidade é reconhecer-se pequeno e dizer-se:
“agora estou assim, mas nada me impede de abrir a janela e deixar que o sol penetre e traga luz para a minha vida.”
É sempre possível fazer um esforço... e geralmente são as coisas pelas quais lutamos com nosso coração que dão razão à nossa vida.



Faça da sua felicidade a sua luta.
Seu riso será sua vitória!
 (Letícia Thompson)

Lego ou coelho?

Hoje ao acordar, um sorriso largo, lembrando que os melhores momentos são aqueles vividos na descontração, nas brincadeiras, nas manifestações de carinho espontâneo, onde a imaginação de cada um está na flor da pele.
Brincar de "Lego", não deixar nenhuma pecinha fora, montar e brincar usando a criatividade... "e haja inspiração". As peças se encaixam perfeitamente, dando alegria pra quem sabe brincar e nós (eu e o Grandão) já montamos várias vezes.
Ah! e brincar de coelho.... Essa brincadeira é prá lá de divertida!
Mas, independente das brincadeiras de nós dois, sabemos que tudo acontece pois o amor fala mais alto, a falta que sentimos um do outro e isso é o que faz com que valha a pena esperar, mesmo que o tempo não esteja a nosso favor.
Ah! o amor...


O que é amar?
Amar é olhar para dentro de si mesmo e dizer: eu quero é viver intensamente.
É sonhar com uma gota de realidade é realizar uma gota desse sonho.
É estar presente até na ausência.
Amar é ter em quem pensar.
É uma razão que ninguém teria razão de tirar.
É ser só de alguém e não deixar esse alguém só.
É pensar em você tão alto ao ponto de você escutar.
Amar é ir até a morte, é acordar para a realidade do sonho, é vencer através do silêncio.
É ser feliz até com um pouco quando muito não é o bastante.
Amar é dar anistia ao coração.


É sonhar o sonho de quem sonha com você.
É sentir saudade, é chegar perto da distancia.
Amar é a força da razão, é quando os momentos são eternos.
Amar é viver a vida em versos e o inverso.
Algumas pessoas são como estrelas, você olha para elas e sabe que jamais poderá alcança-las, mas olhar para elas já te faz feliz.
Você hoje é a minha estrela. Minha lua, meu sol...
Nunca sonhei em te alcançar, te amei sem perceber, acho que o tempo foi irônico comigo, um dia me deparei com essa verdade, com esse amor que habitava dentro de mim e eu sequer tinha me dado conta. Hoje já não sei se saberia viver sem.
Eu te amo tanto que desejo ficar ao seu lado, demore o tempo que durar, nosso amor é pra sempre!
Te amo como quem ama estrelas, eu quero muito, muito fazê-lo feliz..



Parece que todo lugar que eu olho eu lembro de você, todo segundo eu só sei pensar em você, meu mundo gira envolta de você.
Eu te amo demais Grandão, você é tudo o que eu sempre quis nessa vida [...]
Porque pode ter certeza que esse amor é algo que durará para sempre *-*'
E te amo demais e pode ter certeza que nunca vou te deixar só!
Um dia você irá acordar, e irá se sentir completo. Você irá se levantar, e irá sentir que não está sozinho. Você irá se vestir e vai sentir o cheiro daquele perfume nosso.
Você perceberá que nosso amor o faz bem.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Essa tal liberdade (Só pra contrariar)....

Essa tal liberdade (Alexandre Pires)

Algumas músicas, por mais que não sejam o estilo da que admiramos, fazem parte da minha vida e da do Grandão... Cantamos, rimos e nos descobrimos em "Refrões", às vezes ao ouvir, independente do lugar, sozinhos ou não, lembramos da nossa alegria, nossos momentos juntos, sentimentos nobres, divididos, compartilhados... Acho que todo mundo deveria ter uma música, ou "muitas", como é nosso caso, em que nos transportamos a um lugar, a uma passagem juntos, enfim... Essa é mais uma delas, entre tantas que fazem parte do enredo de nossa história de amor...


O que é que eu vou fazer com essa tal liberdade
Se estou na solidão pensando em você
Eu nunca imaginei sentir tanta saudade
Meu coração não sabe como te esquecer

Eu andei errado, eu pisei na bola
Troquei quem mais amava por uma ilusão
Mas a gente aprende a vida é uma escola
Não é assim que acaba uma grande paixão

Quero te abraçar quero te beijar
Te desejo noite e dia
Quero me prender todo em você
Você é tudo o que eu queria



O que é que eu vou fazer com esse fim de tarde
Pra onde quer que eu olhe lembro de você
Não sei se fico aqui ou mudo de cidade
Sinceramente amor não sei o que fazer

Eu andei errado, eu pisei na bola
Achei que era melhor cantar outra canção
Mas a gente aprende a vida é uma escola
Eu troco a liberdade pelo teu perdão



Quero te abraçar quero te beijar
Te desejo noite e dia
Quero me prender todo em você
Você é tudo que eu queria

Nunca é tarde pra ser feliz...


 
"Voar sobre o pântano"

Um pássaro vivia resignado, em uma árvore apodrecida, no meio do pântano.
Havia se acostumado a estar ali, comia larvas da lama e estava sempre sujo.
Suas asas estavam inutilizadas pelo peso da sujeira.
Certo dia um vendaval derrubou sua morada.
A árvore apodrecida foi tragada pelo pântano e ele se deu conta de que ia morrer.
Para salvar-se, começou a agitar suas asas com força, tentando voar.
Era muito difícil, pois havia esquecido como voar.
Mas enfrentou a dor, conseguiu alçar voo e cruzou o amplo céu...
Chegando finalmente, a um bosque fértil e formoso!
Os problemas são como um vendaval que destrói sua vida e o obrigam a ‘levantar voo ou morrer’.


Nunca é tarde para ser FELIZ.
Não importa o que se viveu, não importa os erros cometidos, não importa as oportunidades que se deixou passar, não importa a idade.
Sempre é tempo de dizer BASTA, entender que é preciso melhorar, sacudir a lama e voar ALTO, para bem longe do pântano.
Abandone sua comodidade, enfrente seus medos e inseguranças e, só assim, começará a voar...
Deus o acompanhará e mostrará qual caminho tomar.
Eu tenho certeza, que você chegará até o bosque do seu merecimento.


quinta-feira, 18 de abril de 2013

Quando o casamento acaba... (por Rosana Braga)


Quando o casamento acaba, não por causa de outro amor, mas sim pela falta de companheirismo e comprometimento do casal...

Claro que quem começa um relacionamento quer que dê certo. Poucas são as pessoas que, de verdade, entram querendo sair. A maioria torce para que os sentimentos bons cresçam e que esse encontro sirva como motivo de grande felicidade. E que bom que seja assim, senão, nem faria sentido.
Mas o fato é que relacionamento dá trabalho. Exige atenção, dedicação, maturidade, disponibilidade, flexibilidade, conciliação, revisão de valores, crenças e escolhas. Enfim, é uma área da vida como qualquer outra. E se você quer que dê certo, tem de investir. Assim é que se faz com áreas como a profissional, saúde, espiritual, financeira, entre outras.


A única diferença, talvez, é que poucas ou nenhuma outra nos cause tantas dúvidas e medos, assim como desperte intensidades e rompantes das quais nem nós mesmos nos sabíamos capazes. É o amor... e o amor é um convite que a vida nos faz como uma oportunidade para evoluirmos. Só que nem sempre conseguimos aceitar os desafios que chegam com esse convite.
Um desses desafios se trata do fim de um relacionamento e acreditar no outro. Como aceitar que acabou? Como saber se é mesmo a hora de desistir? Como desapegar e compreender, de uma vez por todas, que a evolução também está no ato de deixar o outro ir embora?


De forma alguma, quero deixar parecer que sou a favor da separação sem que absolutamente tudo de saudável e respeitoso tenha sido tentado para salvar a relação. Terminar um casamento ou qualquer relacionamento significativo é mesmo muito doloroso e frustrante. É realmente muito difícil e penoso passar por esse processo. Portanto, que o fim se dê por uma razão que o valha. E que razão é essa?
Bem, cada um terá a sua, sem dúvida. Para o amor, não existem cartilhas ou manual de regras. No entanto, penso que o fim se justifica por aquilo que falta na relação e que é imprescindível para um dos envolvidos ou para os dois. E isso muda de pessoa para pessoa. O que é imprescindível para você pode não ser para mim. E vice-versa.
Isso pode ser diálogo, romantismo, sexo, confiança, fidelidade, vida social, aceitação da família, participação da mesma religião, dinheiro, entre muitos outros motivos. E não tem essa de ser certo ou errado. Certo é o que dá certo. E errado é o que dá errado. Simples assim. Uma questão de valores, preferências e crenças. Apenas precisamos cuidar para não nos sabotarmos e nem nos perdermos do que realmente importa. Mas isso é uma questão de coragem e autoconhecimento.


O problema -o grande problema, por sinal- é quando está dando errado e a pessoa simplesmente insiste, sem mudar de atitude, sem conversar adequadamente, sem "levar a relação para o diálogo, o entendimento", se é que você me entende! Assim, o casal vai prorrogando o fim e adiando a separação sem que nada de realmente eficiente e inteligente seja feito.
Continuam discutindo quando conseguem se ver de verdade, não falando um com o outro, repetindo as mesmas frustrações, provocando mais lágrimas, mais dor, mais constrangimento para os filhos e outras pessoas ao redor. Continuam negligenciando detalhes essenciais como respeito, ouvir o outro de verdade, assumir novos comportamentos, abrir mão do que desagrada o outro. Enfim, continuam fazendo tudo o que dá errado esperando que, milagrosamente, dê certo. Pra quê? Até quando? Quanto ainda pretendem se machucar e se destruir até que parem com isso de uma vez por todas?


Se você se vê nessa situação, apegado a um relacionamento falido, doente e triste, pare de espalhar mais o que há de pior em você. Comece a buscar o seu melhor. E isso pode significar ter de admitir que vocês não estão conseguindo sozinhos e para chegar a conclusão mais honesta para todos, um tem que ceder.
Pare de insistir em mais dor e mais sofrimento. Resgate sua dignidade. Admita que esse relacionamento, do jeito que está, não pode mais continuar. Quem sabe num outro momento, mais maduros e preparados, possam ser bom amigos. Senão juntos, pelo menos inteiros e melhores...