Seguidores

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Ausência...

Amigos, seguidores, pessoas que no mundo da blogsfera me fazem a cada dia acreditar que o amor que sinto pelo Grandão e nossa história é algo que vem de outras vidas. Porém, por imprevistos que acontecem com todos, ficarei longe daqui por alguns dias... Mas deixo gravado na foto abaixo, uma foto que amo, que o Grandão tirou há 10 anos atrás, que um dia encontrarei um pintor que faça um quadro para colocarmos em nossa casa... beijos
Até a volta!!!
Ah! mas uma ou outra fugidinha darei para visitar os amigos, farei as visitas pelo celular, se eu conseguir deixar recados, deixarei. (bendita tecnologia)
 

Adoro essa foto, por mais ousada que seja...
Sempre digo a ele, que hoje minha vida não teria mais sentido sem te-lo ao meu lado. Quero caminhar com ele na eternidade de nossas vidas...
 
 

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Não vou olhar pra trás, quero ser feliz daqui pra frente!


Não vou olhar prá trás... vou seguir em frente... Se eu tiver que ser feliz...
Serei!
Se eu tiver que viver com o Grandão pra sempre....
Viverei!
Se eu tiver que enfrentar qualquer dificuldade, qualquer dúvida...
Enfrentarei!
Não preciso provar nada pra ninguém, somente ao meu amor, pois juntos vamos seguir nossos planos, sonhos, desejos, a plenitude que um relacionamente deve ter...
Óbvio que temos que juntos também ponderar nossas diferenças, superar os medos que rondam por aí... e ter a certeza do que sentimos...
Por isso, digo todos os dias que o amo... quero alimentar esse amor até quando nossas mentes e voz estiverem fracas, mas mesmo assim, irei sussurrar esse amor..
 
 
Por isso, não vou olhar prá trás, quero ser feliz!

O que vivi, o que senti, o que gostei de sentir, os lugares onde fui, a alegria que o Grandão me fez sentir, não quero sentir saudades disso, quero viver e reviver quantas vezes forem necessárias e quantas ele quiser me levar, irei!
Com meu Grandão seguirei em frente, mas não vou lamentar o que já passou, foi e pronto! ... 
Luto sim por meu amor... e ele é a minha base de tudo!

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Encontros e desencontros

A vida é feita de encontros e desencontros, encontrar você, não foi apenas um encontro marcado pelas mãos do destino, mas sim um encontro marcado pelas mãos do infinito chamado Deus. (SK)




 
Daí, fui procurar textos sobre o assunto, encontrei palavras de Vinicius de Moraes...

Disse um poeta um dia que a vida é a arte dos encontros, embora haja tantos desencontros pela vida.
Eu me encontrei em teus desencontros e te encontrei em meus desencontros.
Mas nada é por acaso nada é sem razão e no tempo certo, na hora certa fomos libertados das cadeias da solidão.
Hoje somos livres, libertos pelo amor que nos um une desde o sempre até o FIM.


Palavras de Esteban Tavares

Eu acredito nas casualidades, nos encontros, nas passagens.
Nas conversas que temos, nas músicas que cantamos. No que somos e nunca deixamos de ser.
Eu acredito que podemos ser muito fortes, muito mais. Podemos ser como todos, e o tudo pode ser capaz. Eu quero suas mãos, suas ideias e defeitos, que me ensine o seu jeito, enquanto aprende o meu. Quero que faça sentido, que seja proibido, mas que entre nós todos não exista lei. Quero ser tudo que tem graça, que tem gosto e da pra sentir. Quero o que mais me da vontade, e quero vontade pra prosseguir. Quero voar, mergulhar, morrer e matar a vontade de querer.

Palavras de Daliana Mohr


'Nossas vidas são repletas de altos e baixos, alegrias e tristezas, encontros e desencontros. Todos os dias nos surpreendemos com situações diferentes, conhecemos pessoas, fazemos escolhas, arriscamos nossa sorte em novas emoções.
Não somos perfeitos. Nenhum de nós está livre de cometer erros e como erramos!! Entretanto, todos temos o direito de parar pra pensar no que é melhor pra nós depois de brigas, desentedimentos e equívocos. Avaliar com cuidado o que queremos quando passa a raiva, o rancor, a mágoa!!
Cada um de nós sabe o que é melhor pra si. Cada um tem o direito de se arrepender, voltar atrás, perdoar.. de seguir em frente. Afinal, somos nós quem arcamos com as consequências de nossas decisões!!
Quando as tempestades surgirem não tenha medo nem pense em desistir. Tenha paciência. Logo as águas se acalmam e você terá o tempo que precisa pra colocar tudo no seu devido lugar!!
Basta acreditar!!'

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Algo de nós dois..

 
 
 
Quero entender meu amor ssempre, mas quero mostrar que acima de tudo temos algo que chama: CUMPLICIDADE

 
As definições de amor, amizade, carinho e paixão, muitas vezes não se aplicam a nós, a mim e ao Grandão, somos muito mais que isso, estamos muito além das meras definições mortais... praticamente nada entre nós pode ser explicado por simples palavras, tem que ser com palavras diferentes, quais? Sei lá!... somos cumplices desse sentimento tão gostoso, que cada dia é mais intenso e muito bom de estar vivendo tudo isso...

E sabe pq?

Muitas vezes sentimos o que o outro sente, pensamos o que o outro pensa, se um está triste, o outro sabe, se um está alegre o outro está também, nos ajudamos, nos curamos quando nos deixamos curar, mas sempre um cuidado todo especial, seja num carinho, num gesto e assim nos sentimos a todo instante, compartilhamos tudo o que podemos, não importa o quão longe estejamos um do outro, estamos juntos, sempre e espero que pra sempre...
E digo ao Grandão:

Não importa o que aconteça, seu anjo estará sempre perto, não importa a distância estarei sempre ao seu lado, não importa se está triste ou não, estarei pronta pra te trazer felicidade e te levar para um mundo só nosso onde não existe tempo nem barreiras para que possamos viver... Amar meu Grandão, me faz crer na força de Deus, na fé que temos, na paz que procuramos, nos sonhos que temos, nas buscas que vamos conquistar juntos... Isso se chama "Cumplicidade", a cumplicidade de nós dois!

Vamos juntos trilhar o caminho do infinito...
Ontem, juntos, naquele abraço quentinho no calor da noite e eu toda ardida pelas queimaduras do sol, percebi que precisamos esquentar sempre mais nossos laços, e fazermos coisas que gostamos, eu do meu jeito e ele do dele. Ele sabe o quanto queria poder ajuda-lo sempre.

 
Termino com uma citação de Augusto Branco sobre o respeito, o mesmo que sinto dentro do conceito "Amor" que tenho pelo homem que amo.

Às vezes sofremos bastante por tentar encontrar alguém que respeite nossos sentimentos, que nos dê atenção e carinho, e que saiba dar valor ao que somos. Se agirmos com impulsividade demais, podemos quebrar a cara muitas vezes. Se nos retraímos, podemos deixar pessoas maravilhosas escaparem... O amor tem seus caprichos, mas uma coisa, cedo ou tarde, é bom que tomemos ciência: de que o importante não é que encontremos alguém que nos ame de verdade, mas que nos amemos profundamente! Por que todas as pessoas poderão passar por nossas vidas, mas nós... ah, nós seguiremos em frente! E amando intensamente!

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Final de semana improvisado...

No sábado deciidimos eu e o Grandão um passeio no domingo diante da previsão do tempo dizer que seria sem chuva, resolvemos ir novamente para Guaraú, um lugar gostoso, lindo de se ver e ele queria pescar siris... é lá fomos nós...
Siris mesmo, só pra diversão, os poucos que pegamos, devolvemos ao mar..
Eu, ele, filha e neta embarcando nessa aventura...
 
 
O dia estava lindo demais, céu azul, nenhuma nuvem, o mar ali em sintonia com a natureza
 
 
A ilha de Guaraú fica pertinho, e admirá-la é algo bom demais... nada que um zoom não ajude...
 
 
A Bella adorou... e minha filha também... o ideal seria levar todas as filhas, mas numa fugida assim improvisada, levamos as que estavam em casa...
 

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Delícias e gordices com meu amor...

Hoje fiquei pensando em mostrar o meu outro lado, o lado das gordices que adoro fazer para o Grandão, familia, amigos e até vizinhos...
Muito bom sentir prazer em servir bem e isso eu faço com uma alegria imensa...
Vous mostrar algumas das coisinhas que aprontei nesses ultimos meses, espero que encham os olhos e imaginação...

 
Aos finais de semana, um bolo de maçã e delicias para receber quem chegar...
 
 
Pães recheados com côco, os tais pães húngaros que tanto gosto de fazer...
 
 
Um sábado a noite, um fondue para agradar minha neta Mari, que adora...
 
 
Minha mesa da festa junina que fiz em casa, com tudo o que em direito, inclusive a maçã do amor...
 
 
Minha mesa para receber a familia e o Grandão no Natal passado, a alegria de reunir as pessoas de um jeito muito legal..
 
 
O bolo simples feito na correria, no aniversário do Grandão, um bolo de amendoim, que muitos adoram... (receita inventada por mim)
 
 
Comida japonesa feita em casa pela filha caçula, que aprendeu de tanto que gosta, não poderia deixar de mostrar, afinal são gordices divididas e ela e o Grandão adoram...
 
 
Carne assada com molho de cerveja e mostarda que fiz para agradar o Grandão quenaod ele retornou de uma de suas viagens... Bom recebe-lo com amor e comidinhas..
 
E assim vamos!!!
Buscando a felicidade na vida que tenho...

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Minha linda familia...

Filhas e netas... a trajetoria de minha história de amor com a Grandão, começou com a gravidez da minha filha mais velha (a morena) e seguida pela luta para mante-las sempre unidas...
 
 
Elas me apoiam nesse amor gostoso, nessa alegria de viver, nessa paz e nesses momentos unicos que divido com todos.
Tenho um baita orgulho de ser como sou.
Gostem os demais ou não, sou feliz e pronto!
 
 
Minhas razões de viver... completa com a chegada do Grandão em nossas vidas, nesses últimos 10 anos de um amor delicioso de viver.
 

A vinda de mais uma criança...

 
Em pensar que hoje as duas já estão mocinhas - 9/10 anos
 
 
Continuando...
A chegada da segunda neta...
Bella nasceu numa quarta-feira ensolarada, 9 dias depois do meu aniversário e um dia antes do aniversário do Grandão... Algo indescritível, ser avó em Fevereiro e novamente em Novembro, do mesmo ano.
O nascimento dela foi diferente, o nariz foi quebrado e teve várias pequenos hematomas no rosto, mas que em poucos dias foram saindo e ela se tornou uma bebê linda, boca carnuda e uma criança feliz...

 
Mudanças..
 
Em dias ela foi mudando... as bochechas gostosas... e apaixonante... Naquela época (10 anos atrás) tinhamos duas crianças em casa, uma com 8 meses e um bebê recem nascido... Imaginem a confusão, mas as primas se amam, um amor delicioso. E o mais legal nisso tudo é que elas gostam muito do Grandão, mas não poderia ser diferente, uma delas foi o pivô do nosso encontro e a outra até hoje adora brincar com ele. Na verdade ele tem um carinho enorme por elas, inclusive pelas mães delas... que numa eventual brincadeira os chamam de "Papito"...

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Quando a primeira neta chegou....

 
Continuando...
 
Minha neta nasceu 5 meses depois do meu reencontro com o Grandão, apesar de todas as dificuldades da gravidez complicada da minha filha mais velha, onde ela não queria ser mãe tão nova, mas a pequena chegou para alegrar nossas vidas.
Uma menininha linda, olhos atentos a tudo.
Não dá para explicar a sensação boa que a gente sente quando abraça os netos. Uma alegria intensa invade a alma, como se esse empréstimo de Deus, não se torna empréstimo, é nosso!
Mas, ninguém é de ninguém. Estamos aqui de passagem, e os filhos a gente dá o melhor que pode, mas eles criam asas e voam. Voam alto!
No entanto, no decorrer do tempo, a vida iria me surpreender ainda mais, pois assim que a minha primeira neta nasceu, quando ela estava com pouco mais de um mês, minha filha caçula me dá a grande notícia "estava grávida!".
Pára tudo!
Isso mesmo, "gravidíssima".
Eu que mal havia acostumado com a idéia de ter uma neta naquele ano, em novembro chegaria mais uma criancinha para mudar totalmente o rumo da minha vida, da minha história.
Não imaginava que em menos de um ano minha vida mudaria totalmente.
O Grandão entrando em minha vida, minhas duas filhas sendo mães.
Acredito que a força que ele me deu foi muito importante, pois foram em desabafos com ele que consegui superar a tudo e ajudá-las a seguir em frente, sem medo de desistir.
Gosto de pensar que o tempo passou e tantos momentos intensos foram vividos e superados.
Gosto de acreditar que minhas filhas são mães incríveis. Óbvio que ainda enfrentam grandes desafios, pois no mundo de hoje não é nada fácil criar e educar uma criança. As crianças de hoje sabem demais!
Vendo essa pequena parte da minha trajetória de vida, fico contente por ter chegado até aqui... e vou além...

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Um amor por causa de uma dor

 
Lembro com saudade do meu primeiro encontro com o Grandão, algo diferente, em meio as dificuldades da gravidez precoce de uma de minhas filhas. Ela chorava dia após dia, não queria ser mãe tão nova, me pedia para ajudá-la, mas o que eu podia fazer?
Nada alegrava minha filha, e naquele primeiro dia de primavera, uma noite gostosa, em meio ao choro angustiado dela fui até a padaria comprar chocolate, pois ela adorava. Sai de casa proximo as 22 horas, torcendo para ter um chocolate legal.
Para minha sorte tinha, comprei e na saida, vi o Grandão entrando, foi um encontro comum, casual, onde milhões de pessoas já se encontraram assim, mas nossos olhares se cruzaram intensamente, um sorriso franco em seu rosto, uma sensação boa, que não dá para explicar.
Ficamos falando por alguns minutos, trocamos numeros de celulares e fiquei de ligar no dia seguinte. Não liguei, fui ligar dois dias depois. Sei lá.. quando liguei e ele atendeu, me deu um medo, uma sensação de estar fazendo a coisa errada. Mas, enfim, papo rápido e marcamos um encontro.
Os dias que se sucederam passaram devagar, mas até que chegou o grande dia.
Lugar marcado, ele disse que não dispunha de muito tempo, pois tinha que ir trabalhar naquela noite, negócio próprio, porem tinha suas responsabilidades, mas por duas horas, duas deliciosas e rápidas 2 horas ele ficou comigo, conversamos sobre tudo, falamos de nós, nossas vidas, nossas familias, nossos trabalhos e ele de repente para, segura minhas mãos, me olha nos olhos e me beija. Um beijo longo, quentinho, diferente.
Um beijo explorador, intenso e cheio de segredos.
Me abraça forte e outros beijos sucedem ao primeiro.
O coração aos pulos, o tempo se esgotando... olhamos um para o outro e sabíamos que queriamos bem mais que um beijo... Mas, isso é outra história...
Quando citei que descobri a amor, pela dor, pois foi graças a gravidez dificil de minha filha, que pude reencontrar o Grandão, distantes um do outro há mais de 20 anos, que num passado distante tivemos um encontro quando eu tinha 17 anos e ele 21, tempos em que o sexo não era tão evidente como acontece nos dias de hoje.
Mas um encontro que teve seu valor e que transformou nossas vidas e nos faz estar nesta linda história de amor, não é mesmo?

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

O prazer de amar

 
Meu maior prazer é te amar... Grandão!!!!!


Quero uma história simples, com sentimentos sinceros e momentos vividos com intensidade.
Quero um amor saudável. Uma relação diferente. Que antes de qualquer coisa sejamos amigos e saber que sempre que necessário, teremos um ao outro!
Quero me apaixonar por você todos os dias.
Quero me surpreender a cada descoberta.
Quero que a cada dia você me mostre que valeu a pena esperar. Que valeu a pena “alimentar” um sentimento tão forte, durante tanto tempo. E que seu único objetivo será cultivá-lo!
Quero provar dos teus beijos, sentir teu abraço, teu calor, receber teus carinhos, ouvir palavras que me confortam e me fazem bem, e o mais importante, te olhar e saber que você me pertence!
E poder te dizer sem medo nenhum, que sou sua...
Quero sempre te olhar, ou simplesmente pensar em ti. E sentir a mesma sensação que senti quando te reencontrei. Ao te ver novamente, algo me disse que você seria uma pessoa bem especial em minha vida. E hoje vejo que o que senti era a mais pura verdade! És uma das pessoas mais que especial.
Quero sonhar os teus sonhos e permitir que você sempre faça parte dos meus.
Quero que você continue sendo o motivo da minha felicidade e a saudade que mais gosto de sentir.
Quero fazer parte de sua história e quero que você escreva os melhores momentos da minha. Pois é a teu lado que vivo momentos únicos. E é a teu lado que quero permanecer!
Seu jeito de ser!
Sua forma de amar!
O seu bem querer!
São quesitos que me conquistam todos os dias e que me fazem te amar cada vez mais!
Nunca fizemos juras eternas, pois sabemos que nada é para sempre.
Mais aproveitamos cada momento e fazemos com que sempre pareça uma eternidade!

Te amo de um jeito simples, mais muito intenso.
Obrigada por fazer parte da minha vida!
Você não tem idéia do bem que me faz!

Te amo demais!


Pois é Shirley C. Araujo, quando expressou que o amor tem várias medidas, várias situações a enfrentar e por assim ser, explica que eu posso seguir em frente com o amor que sinto pelo Grandão... único, inesquecível...

sábado, 12 de outubro de 2013

Pelo dia das crianças...

Minhas netas aprontando em casa... e como elas mesmo dizem: 
A casa da vovó doidona


Meu amor... meu amor é você!




MEU AMOR É VOCÊ!

Um amor meu e teu,  que classifico como “Grandão”, que mexe com toda a estrutura do meu ser, que faz com que minha respiração mude na saudade que sinto, no minuto seguinte que te vejo longe de mim, a saudade que existe intensamente e as vezes acaba fazendo com que o tempo demore a passar.
Esse amor que me dá a sensação de perda, mesmo não tendo sido perdido nada. 
Esse amor que dá a sensação de ter ganho pouco, mas ganhamos muito. Pois antes estávamos distantes um do outro, hoje somos dois num amor todo nosso, todo especial.
As vezes sinto por ser um amor tão gostoso, e tão bom, o medo é natural, mas estamos cada dia mais próximos, cada dia descobrimos algo novo e se não descobrimos inventamos.
Há então entre nós um amor sincero, que invade, promete, não cumpre, cumpre, é real, irreal, imoral, insano, profano, sincero, místico, sadio, imperfeito, perfeito e as vezes tão intenso que nos leva a lugares nunca antes visto, sentido ou estado.
Ah! Esse amor delicioso, que nos faz levitar num orgasmo de paixão... Que nos faz únicos, recíprocos na busca e na cumplicidade de nós dois.
Quando estou com você, nada importa.
Ao seu lado dá vontade de segurar o tempo, morrer nos seus braços, no seu abraço, no sentir do seu cheiro, no suor, no sorriso, nas brincadeiras constantes, no olhar maroto de algo que só nós sabemos o sabor que tem.
Ah! Esse amor próximo, porém distante, que sempre que possível nos coloca em situações complicadas, mas onde sempre conseguimos encontrar uma saída.
E por assim ele ser, gosto de imaginar que você existe, que faz parte do meu mundo, da minha vida, da minha história. Gosto de acreditar que sempre poderei gritar ao mundo o quanto me fez eme faz feliz, o quanto eu descobri e descubro o sabor da felicidade, o quanto é bom cada segundo juntos.
E digo mais, um amor assim é importante, pois não há cobranças, tudo vem naturalmente. Não há promessas, não há perguntas sem respostas, mesmo que não sejam as que desejamos.
Esse amor traduzido é você! 
Você que invadiu minha vida, minha mente e sem pedir licença se instalou em meu coração. Aos poucos montou uma cabana lá dentro, armou a rede e no balançar da brisa de nossos momentos  me fez sentir o sabor da alegria, da existência de sentimentos verdadeiros e não me faz esquecer um só segundo o tudo que já passamos.
Entre nós há paz, há diversão, há afeto, há harmonia, há buscas, há certezas e incertezas de  novos dias juntos, há respeito, horas de conversa saudável onde falamos de nossas vidas, nossas filhas, nossas dificuldades, nossa liberdade.
E se sinyo sua falta e até uma saudade constante é tal como a frase que lemos juntos um dia: “Saudade não significa que estamos separados, mas que um dia estivemos juntos”, e que se tornou “nossa”.
Meu amor é você!  Hoje só você, pois me ensinou a te esperar, me ensinou que mesmo diante das dificuldades,  há um lugar certo para estarmos um nos braços do outro. Me ensinou a dividir sonhos, a dividir sorrisos, compartilhar a espera, a certeza do encontro e a esperança de muitos outros momentos juntos.
Meu amor é você!
Hoje... só você.

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Um pequeno resumo

Se eu tivesse que resumir a vida em momentos felizes a resumiria em noites ao seu lado Grandão, em que me fez sorrir, me amou do seu jeito, com sua vontade, me deixou sonhar... espontaneamente. E jamais me cobrou ser perfeita, apenas eu.
Eu o aceito desse jeito que é, nas falhas, acertos, dúvidas e incertezas. Gosto do seu sorriso, da maneira que me olha e das tristezas e alegrias que passamos juntos.
E sabe porque?
Pq os meus sonhos não podem ser presos, nem levados ao vento, muito menos coberto pela areia, pois minha liberdade está em sonhar, e todo sonhar esta na vontade de te amar.
Vontade que vem do meu velho baú chamado coração, dele transbordam união e fé desse tesouro que possuo, e que posso oferecer ao meu amor, ao meu Grandão... minha vida inteira, se assim quiser!
Esse amor que sinto por você, é algo tão grande, capaz de contagiar o universo, mais ao mesmo tempo é tão pequeno que cabe inteiro no meu coração e assim posso carregar comigo por onde eu for.
Amar alguém como o Grandão, é uma delícia!!!
Não é à toa que por mais de 11 anos nessa parceria, nessa cumplicidade, nesse carinho ilimitado, vamos vivendo, acreditando que um dia tudo será melhor e juntos, dia após dia, batalhando pela harmonia e pela paz, viveremos até a eternidade.
Só uma coisa tenho a dizer: "Não esquece!"

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Nada como o tempo



NADA COMO O TEMPO

Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela. (Dificil, mas uma doce realidade)
Aprende que nem sempre as coisas são como gostaria que fosse, as coisas mudam num piscar de olhos e o que era pra ser legal, acaba sendo triste, mas assim voce descobre que todos são passíveis de erros e logo chegam os acertos.
Daí, você tem que olhar para dento de si mesmo e ver se já não fez o mesmo...


Percebe também que aquele alguém que você ama e que quer tudo com você, definitivamente não é o "alguém" perfeito, mas é aquele ser que quer na sua vida.
(Por toda vida!)


Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você. Não abandone no momento de tristeza, cuide!
(Pra que nosso amor sustente a alegria do viver)


E assim você percebe a importância de tudo de bom que já viveu e descobre que apesar de tudo, tantas coisas melhores existiram e vão existir para sempre, basta querer.
(E eu sei que quer)

No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você! (E tenho certeza.... eu e o Grandao nos achamos)

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Aa flores no meio do caminho...


Hoje acordei bem, com uma sensação gostosa dentro do peito, uma sensação de paz. E nada melhor do que estar em paz consigo mesma.
É confortante saber que a vida segue em frente, no ritmo do tempo, esse mesmo que chamo de amigo e um voraz inimigo. Que me faz envelhecer, mesmo na imensa juventude que há dentro de mim.
Olho lá fora, a chuva que caia sem parar se foi e no lugar do dia cinza, chegou o azul do céu perfeito e de um sol delicioso que veio iluminar nossos caminhos. E sei que boa parte disso existe por causa do meu delicioso combustível chamado "Grandão"... que sei que é um amor por toda vida...
 
 

Quando cito, "as flores do meio do caminho"... fico relembrando das viagens que eu e o Grandão já fizemos juntos e nas estradas fomos comtemplados muitas vezes por belas arvores floridas, manacás, ipês, arbustos, trepadeiras numa mistura de cores tão intensas,. tão bonitas de se ver.
Muitas fotos foram tiradas, muitas mesmo.
Aliás, fotos nossas já passam de mil, aliás muito mais de mil.
Adoro revelar quando posso, admirar nossos olhares, os abraços, os rostos colados, as alegrias que as fotos traduzem. Traduzem nosso amor, que na medido do tempo irei compartilhar, mas tudo tem a hora e a medida certa, para que todas sejam muito bem divididas entre os que realmente me conhecem e sabem o quanto me preocupo com o bem estar das pessoas que amo.

 
E na verdade, são muito mais que flores no meio do caminho, são sentimentos verdadeiros e um amor a vida, a alegria de bem viver.
O mais importante é alimentar esse amor, dar a ele a certeza da paz.
Nosso caminho, virão muitas e muitas flores e um dia iremos todos juntos vivencia, pois estamos trilhando juntos, no amor louco de nós dois!

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Inesquecíveis recordaçoes... (bom demais relembrar)

 
Muitas vezes da janela da minha sala eu fico observando os beija-flores virem em bandos beber água nos bebebouros que eu coloco pendurado. Uma mistura de tipos, cores e tamanhos. Minúsculos a baterem as asinhas... houve um momento, num domingo perdido no tempo, eu e o Grandão sozinhos em casa ficamos vendo como eles se comportavam, nas idas e vindas... Ora nas flores do quintal, ora no fácil, água docinha. Inesquecível aquela tarde de sol (e já faz muit tempo isso), nós dois a contemplar algo tão perfeito.
E assim como muitos momentos nossos, eu e o Grandão gostamos desse contato com a natureza, das belezas naturais maravilhosas que já pudemos compartilhar juntos.
Nas lindas praias de Boiçucanga, nas ilhas que visitamos juntos.
Na Ilha do Cardoso, mais precisamente na praia de Marujá.
Em Barra Bonita, onde o Rio Tietê tem uma prainha que se pode nadar.
Num Hotel Fazenda em Guararema.
Em Pedras de São Domingos, onde o frio e a altitude fizeram diferença na noite que passamos juntos (lareira e cobertor de pele de ovelha).
Ou simplesmente pescando juntos.
Diversão garantida tanto para ele como para o barqueiro, pois numa dessas pescarias eu consegui fisgar vários "gordinhos", os famosos "baicaús"...

 
Os meus "gordinhos"... que quando a gente coça a barriguinha deles, estufam e ficam fofinhos. Fiz o Grandão rir muito cada vez que eu pescava um.
Cada um de nossos passeios teve algo em especial que nos marcou para sempre.
Muito bom ter o que recordar.
Muito bom saber que a felicidade existiu.
Muito bom acreditar que ainda teremos muitos momentos juntos.
Muito bom amar um homem que consigo me ver dentro do seu olhar, um homem que se comove com recordações, que é capaz de chorar diante de um triste lembrança.
Muito bom ser amiga do Grandão, pois é graças a essa amizade que podemos manter acesa a chama do nosso amor, um amor franco, sincero, mesmo que fiquemos muito tempo sem nos vermos.
Muito bom sentir saudade dele... meu grande e delicioso amor.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Como é bom amar...

Obrigada Grandão pelo seu amor...
 
 
Quando vejo esse desenho, me vem na mente o jeitinho delicioso do meu amor, meu querido Grandão.
As vezes quando olho em seus olhos e me vejo lá dentro, me dá uma sensação tão boa, algo tão gostosa de se sentir.
Ou simplesmente quando olho para ele e ele me manda um beijo, pricipalmente enquanto ele dirige e fico olhando.
Tento como posso, dizer que o amo todos os dias, seja por um e-mail, por uma mensagem de SMS, seja numa ligação e deliro quando consigo fazer isso pessoalmente e isso são quase todos os dias, exceto quando ele viaja.
Sensação única de apaixonada por ele, pela vida e pela familia que eu construí.
Digo isso pois tenho filhas e netas e a minha neta mais nova sempre que posso pergunto: "Quem é meu amor", e ela responde "Eu!"...
Amores intensos, maneiras diferentes de amar, sentir, entender, decifrar...
Hoje é o tal "Curtir!

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Amor maduro

 
Nada como ter certeza de um amor, um amor maduro, nascido de uma amizade, de um reencontro comum, casual, onde milhões já se encontraram assim...
Um amor intenso, melhor a cada dia, delicioso no seu existir, na cumplicidade de nós dois.
Nos momentos que passamos juntos, nas tristezas que existem, é a lei da vida, viver e morrer, nas perdas que chegam sem que a gente queira, afinal a vida passa, as pessoas envelhecem, cumprem sua missão na Terra e se vão, vão, mas deixam uma saudade sem limites, e tanto comigo quanto com o Grandão, nesses 11 anos, tivemos perdas que nos marcaram, que vão deixar gravados em nossas mentes a nossa existencia plena aqui neste mundo. (Nesta noite sonhei com meu pai, saudade gigante)
Mas, vamos vivendo, sabendo que a cada novo amanhecer uma nova surpresa pode surgir, e juntos estaremos prontos para que sejam elas boas ou ruins, estaremos unidos nessa caminhada da vida, pois nosso amor é maduro, tem alicerce, e toda construção bem feita e é para toda vida.

 
 

Tal qual escreveu Artur da Távola, num texto que curto muito:
 
O AMOR MADURO

O amor maduro não é menor em intensidade.
Ele é apenas silencioso.
Não é menor em extensão.
É mais definido colorido e poetizado.
Não carece de demonstrações.
Presenteia com a verdade do sentimento.
Não precisa de presenças exigidas.
Amplia-se com as ausências significativas.
O amor maduro tem e quer problemas, sim, como tudo.
Mas vive dos problemas da felicidade.
Problemas da felicidade são formas trabalhosas de construir o bem, o prazer.
Problemas da infelicidade não interessam ao amor maduro.
Na felicidade está o encontro de peles, o ficar com o gosto da boca e do cheiro do outro - está a compreensão antecipada, a adivinhação, o presente de valor interior, a emoção vivida em conjunto, os discursos silenciosos da percepção, o prazer de conviver, o
equilíbrio de carne e de espírito.
O amor maduro é a valorização do melhor do outro e a relação com a parte salva de cada pessoa.
Ele vive do que não morreu, mesmo tendo ficado para depois, vive do que fermentou
criando dimensões novas para sentimentos antigos, jardins abandonados, cheios de sementes.
Ele não pede, tem.
Não reivindica, consegue.
Não percebe, recebe.
Não exige, oferece.
Não pergunta, adivinha.
Existe, para fazer feliz.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Bem viver...

 
Um final de semana se aproxima, com ele a alegria da VIDA, de horas e momentos divertidos pelas quais teremos oportunidade de passar. Isso é gratificante demais!!!!
Uma das melhores coisas nos finais de semana é essa sensação boa de estarmos juntos e sentirmos o sabor da familia, de estar mais tempo com meu amor, do bem viver... Bom demais!

Mas, ainda falta um pouco...
 

E hoje assim que abri meus e-mails, me deparei com um texto muito bom de Lourival Lopes, na qual quero dividir com quem está muitas vezes por aqui... Nem que só de passagem...


Por que deixar a intranqüilidade dominar você?

Levante a cabeça.
Se o assunto lhe chama a atenção, procure
nele os aspectos de bom proveito.
Até os mais chocantes podem ser úteis, pois
mostram as boas e as más conseqüências.

Não se intranqüilize. Ponha atenção no que acontece dentro
de você ante o que tem que fazer. Analise. Por trás do que parece um acerto, pode estar um mal, e do que é desprezível,
ou incorreto, alto a ser seguido.

Tenha calma. Viver bem é uma arte que se aprende a cada dia.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

O abraço... (relembrando e vivendo)

 
Ah! hoje acordei com a vontade gigante de um abraço, sim... um abraço do meu amor, pois quando acordei ele não estava do meu lado...um abraço e aquele cheiro gostoso que emana de sua pele, aquele calor gostoso que sinto em seus braços, do roçar dos pelos de seu peito, do encaixe perfeito que nosso abraço tem... senti sim... vontade de ouvir sua respiração ao meu ouvido... aquele aperto que não sei descrever... daí, fiquei procurando abraços que me fizessem falar do meu sentimento em relação ao Grandão, meu amor que a cada dia aumenta, aperta o peito, muda até minha respiração... (eu suspiro)

 
Imaginar nosso abraço como um encontro de deuses... onde o mar se mistura a tempestade, as pedras a se debaterem e aplaudem esse encontro como o sol como testemunha... Gosto tanto de acreditar que o que sinto tem um valor maluco, meu... do meu GG, de minha vidinha tão comum...

 
Imaginar nosso abraço como um encontro num desenho animado, transmitindo a maioria das crianças a importancia de um aconhego, de um apoio, um conforto, um carinho que todos nós podemos transmitir, todos nós podemos dar...


 
Imaginar um abraço e em seguida um beijo na chuva, descrevendo junto a saudade, a falta que cada um faz na vida do outro, independente do tempo que ficamos separados...
Ah! novamente esse tempo, que tenho que aceitar como aliado e as vezes sentindo que é um inimigo gigantesco e me envelhecer, a me deixar esperar por um dia que não sei quando será...


 
Imaginar que posso abraçar no tempo que o Grandão me dá, quando pode me dar... quando consegue me dar e quando o corpo já cansado de um dia exaustivo o deixa me dar... Muitos não entendem, eu mesma nem quero entender, apenas sentir, apenas viver, apenas sonhar...

 
Imagina e acreditar que estamos juntos, morreremos juntos, eternizaremos juntos o nosso amor, esse mesmo amor que resiste ao tempo, e nem que mil anos se passe, estaremos juntos... num abraço só nosso, numa vida única, nessa parceria tão gostosa.
Imaginar e acreditar que mesmo contra tudo e todos, podemos andar pelas ruas livres, de mãos dadas, sorrindo para a vida, vivendo sem restrições, sem medos, sem tabus ou preconceitos nos rondando.
Vivendo sem que a sociedade nos cobre.
Vivendo sem que as críticas sejam pelo nosso erro de nos amarmos assim.
Vivendo sabendo que valeu a pena esperar.
Juro, quero crer que Deus em sua infinita justiça nos deixe seguir em frente.

E é por tudo isso que hoje acordei com a vontade imensa de um abraço, mas um abraço que me fizesse acreditar que tudo o que estou lutando é por uma causa feliz... por mais dificil que eu sei que está sendo...
É é por tudo isso e mais um pouco que espero, mesmo não aceitando que essa é a principal condição para eu poder fazer feliz o meu amor, meu Grandão, que tanto amo!