Seguidores

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Contagem regressiva - 4



Continuo triste, pq eu sei que hoje as demissões vão continuar, pois sabemos da nova restruturação da empresa... Será mais um dia difícil, mas vamos em frente!!!
Hoje escolhi um texto de Rosana Braga, sobre o muito que temos de errar...






AINDA TENHO MUITO QUE ERRAR...


É provável que você já tenha ouvido, várias vezes, a famosa assertiva "ainda tenho muito que aprender!". Sim, todos temos. E que ótimo que seja assim! Mas, sabe, hoje ouvi o idealizador do Buscapé (maior site de comparação de preços) falando sobre a relevância dos fracassos no caminho da realização e do sucesso! Gostei demais daquele ponto de vista!

É verdade que algumas pessoas parecem sentir certo prazer em contabilizar seus fracassos. Vejo muito disso no dia a dia. Mas, em geral, são pessoas que (até sem perceber) contaminam-se com seu próprio veneno e sucumbem neste lugar - o de vítima, o de fracassada!

Não foi sobre isso que o Romero falou. Nada de vitimização ou drama. Muito pelo contrário. Havia uma lucidez incrível no testemunho dele. Usou a própria trajetória para mostrar que os fracassos podem ser fundamentais se soubermos olhar para eles como ferramentas. Se conseguirmos nos manter acima deles e preservar nossos valores, a despeito das inevitáveis frustrações.

Pensei: isso sim é visão de gente grande. De quem sabe que fracasso e frustração fazem parte, tanto quanto conquista e celebração. Sem eles, o sucesso seria oco. Sem eles, não haveria amadurecimento e crescimento que fazem valer a pena. E assim é em qualquer área da vida. Inclusive na amorosa.

Não que eu defenda a crença de que amar é sofrer. Isso é imaturidade e romantismo de quinta! Amar é entrar em campo e jogar pra valer. É se relacionar com o outro, mas sobretudo consigo mesmo. Todos os dias. É ter coragem de se olhar, se ver e tentar. De dar o melhor de si, mesmo correndo todos os riscos do mundo. É lidar com suas limitações, mesmo quando isso for muito difícil. É errar e fracassar e se frustrar e, ainda assim, reconhecer-se em pleno sucesso!

Porque o que faz todo o sentido do mundo é assumir esse lugar de aprendiz não como quem sabe que tem muito que aprender. Mas quem aceita e aproveita o fato de ainda ter muito que errar. E do alto de sua caminhada errante, sustentar a firmeza de nunca ter desistido. Afinal, só não erra quem não compartilha, quem não convive, quem não troca. Quem não ama com todas as suas possibilidades!


7 comentários:

  1. Muito bem
    Todos temos muito que apreender. "Aprender até morrer"
    Boas férias.


    Beijo e um dia feliz

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. A situação anda danada mesmo! Texto lindo! bjs, chica

    ResponderExcluir
  3. Todos erramos, mas errar faz parte da vida, Ritinha beijos.
    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Um doce fevereiro pra vc.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  5. Olá Ritinha!
    Infelizmente é um sentimento de desemparo; entendo o que diz perfeitamente. Passo por isso também; fui demitida em agosto/2015, fico tão triste que ainda custo a aceitar, a empresa realiza determinados projetos onde não está incluso a familia de seus colaboradores.
    Quando um dia os empresários e governos pensarem em recuperar de maneira não gananciosa, provavelmente será muito tarde.
    Beijinho em sei coração .
    Nicinha

    ResponderExcluir
  6. Oi lindona, espero que der tudo certo no seu emprego... adorei o texto
    Beijos

    Blog Segredos da Cáh
    Instagram
    Facebook
    Canal do You Tube

    ResponderExcluir
  7. Rá e eu que venho me sentindo um nada por ter fracassado em algumas coisas que havia projetado para mim dou de cara com um texto desses! Nossa, você me deu um prêmio imerecido. Obrigada!

    ResponderExcluir